Arquivo da tag: passado

Em 2011 tudo foi marcante, se era pra fazer chover a gente provocou dilúvio. Abalamos as estruturas e morremos de tanto rir.
Delícia chegar assim no último dia do ano e pensar: Suuuucesso! Cada situação que lembro, olho pro lado e vejo muitos rostos. Uma gente linda que chega e inspira, mais que isso… que faz suspirar. Que mostrou dia a dia força, dinamismo, coragem e muuuito amor… mesmo quando todas as evidencias apontavam para derrota, desanimo e esse tal de individualismo contemporâneo.
Eu sei que o mais importante desse ano, o mais importante meeesmo… foram vocês (SEUS LINDOS!) que me ensinaram a fazer de cada coisa trivial um monte de coisas extraordinárias.
Nesse ano novo nada de “mais do mesmo”… vamos  surpreender!
Venha 2012… que a gente mata no peito e chuta pro gol!

*Poderia escrever um balaço do ano, uma retrospectiva ou coisa do tipo.. comecei, mas eu não conseguiria palavras a altura e pensei que: quem se atreveu a viver tudo o que vivemos jamais vai esquecer. Então o registro fica nos corações e mentes (fotos e afins…). Obrigado por terem feito um ano tão lindo na minha vida. Feliz ano novo!


Imagens de um passado não muito distante que ainda é um pouco do presente.

Roxo:

Mini eu:

Juba:

Pessoas:


There’s still a little bit of your song in my ear
There’s still a little bit of your words I long to hear

A música mais triste, da história mais triste..  de toda minha vida.


Eu era um mangah…

O Max mora na Chapa dos Guimaraes, a Fauna na Itália, o Nico em Colatina e eu.. cortei o cabelo!?

A gente sim.. sabia se divertir. Churrasco de nº 4 754..

Cris e eu, sempre sensuais.. Churrasco de nº 2 754..

Um dos dias mais comédias da minha vida… sempre seremos CEFETIANOS!

Ainda te amo godinhoooo! ^^

“Tanto clichê deve não ser…”

Netooooo! pra sempre…

Aos amigos antigos: não se preocupem as comprometedoras não serão publicadas. hauhuah


Achei muitas fotos antigas. Em breve, farei uma sessão nostalgia aqui. Todas as lembranças, amigos, sorriso e lágrimas.. me invadiram como uma tempestade. Fui inundada por emoções e de alguma forma elas acalmaram minha aflição atual.

São tantas coisas que eu já vivi e tantas outras estão para chegar. E  agora vou tentar do meu jeito… serenidade e tudo acaba voltando ao seu lugar.

Let’s just stay!


Hoje eu to meio boba!