Arquivo da tag: amigos

Já tem um tempinho que ando querendo fazer um post nesse blog. Escrevi um texto mentalmente sobre a arte de cultivar, quem sabe um dia vire matéria aqui. Pensei em falar da rotina e estripulias, ou quem sabe da minha obsessão por informação de moda e imagens adoráveis. Enfim, voltei hoje mas não pra falar desses assuntos (quem sabe amanhã)….
Hoje voltei pra dizer pra Karolina que a amo muito e que o aniversário dela é um dia depois do da minha vó. Como queria abraçar essa gente canceriana e participar da festança.
De tudo que vivemos não sei escolher um momento particular para exemplificar o quanto os sorrisos e/ou as lágrimas da sua companhia foram importantes. Só sei dizer que foi essencial encontrar em você uma importante parceria para a vida. Espero samba, Lama, “rock”, tardes preguiçosas, conversas infinitas, companherismo e muitos anos… muitos anos de vida pra você e para nossa amizade.

1. Obrigado por tudo!
2. Feliz aniversario!
3. SAUDADE. 
4. O Carlos (aquele Drummond!) que é melhor que eu desejou varias coisas, sendo assim roubo um pouquinhos dos desejos dele para dar a você:

“Desejo a vocês
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com os amigos
Viver sem inimigos
Filme na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Ouvir uma palavra amável
Ver a banda passar
Noite de lua cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir não
Nem nunca, nem jamais
Nem adeus
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de amor
Tomar banho de cachoeira
Aprender uma nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas com alegria
Uma tarde amena
Calçar um chinelo velho
Tocar violão para alguém
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.”
Anúncios

“Maria Bethânia, please send me a letter
I wish to know things are getting better
Better, better, Beta, Beta, Bethânia
Please send me a letter I wish to know things are getting better
Everybody knows that it’s so hard to dig and get to the root
You eat the fruit, you go ahead, you wake up on your bed
But I love her face ‘cause it has nothing to do with all I said”

Caetano Valoso – ouvir

 


O título desse texto eu “sampliei” de um bloco de carnaval lá do centro de nossa querida Vitórinha e diz exatamente o que eu penso quando lembro de você. Amizade assim depois de tantos anos só pode ser amor.. e como em tudo que a gente faz tem que ser intenso, grande, “até morrer” nossa amizade também não poderia ser menos que isso. Quando você é minha dupla é bem nesse modelo: todo dia o bloco tá na rua e a gente fazendo muito carnaval.
Nesse texto eu iria tentar escrever sobre todos os anos, todas as boas lembranças e tal ou desejar várias coisas. Mas não tenho nem palavras, por que é como diria Leminski “Haja hoje para tanto ontem”. Então me limito a estar aqui (mesmo a  distância) pra ser sua amiga pra sempre e fazer tudo que puder para ver sempre esse sorrisão ai.
Feliz aniversario, Miloca! Brilhe em 2012 porque a gente está ficando velha e precisa aproveitar. Estou morrendo de saudades e queria muito te dar um abraço apertado. ;*


Em 2011 tudo foi marcante, se era pra fazer chover a gente provocou dilúvio. Abalamos as estruturas e morremos de tanto rir.
Delícia chegar assim no último dia do ano e pensar: Suuuucesso! Cada situação que lembro, olho pro lado e vejo muitos rostos. Uma gente linda que chega e inspira, mais que isso… que faz suspirar. Que mostrou dia a dia força, dinamismo, coragem e muuuito amor… mesmo quando todas as evidencias apontavam para derrota, desanimo e esse tal de individualismo contemporâneo.
Eu sei que o mais importante desse ano, o mais importante meeesmo… foram vocês (SEUS LINDOS!) que me ensinaram a fazer de cada coisa trivial um monte de coisas extraordinárias.
Nesse ano novo nada de “mais do mesmo”… vamos  surpreender!
Venha 2012… que a gente mata no peito e chuta pro gol!

*Poderia escrever um balaço do ano, uma retrospectiva ou coisa do tipo.. comecei, mas eu não conseguiria palavras a altura e pensei que: quem se atreveu a viver tudo o que vivemos jamais vai esquecer. Então o registro fica nos corações e mentes (fotos e afins…). Obrigado por terem feito um ano tão lindo na minha vida. Feliz ano novo!


Numa tarde dessas de calor em Florianopólis, Nando e eu fomos a papelaria(?) e compramos todas as folhas de cores bonitas que haviam na loja da esquina. Sentamos no chão geladinho e de dobra em dobra apareceram fores, tsurus, corações… penduramos tudo no teto da sala. Colorir e provocar sorrisos, eles estão aqui cumprindo sua função e balançando com o vento.
O bar foi com a nova reitora e o povo que mandou vê na eleição, gente que trouxe a Reitoria da UFSC um cadim mais pra esquerda. Conheci alguns meninos do PSOL, uma casa linda e o Chiclete (um cachorro amado)… bebemos demais.
Rolou o samba na formatura do Renatinho e da “galera da Psi”. Quem comandou o batuque foi o Projeto Nosso Samba sentadinhos em mesinhas de madeira, monidos de cerveja e instrumentos fizeram a gente morrer de dançar.  O traje era descrito no convite como “Hippie Chic” e com todo mundo a vontade foi um dos melhores modelos de formatura que eu já vi… divertidíssimo.
De importante também teve a chegada do sogro e da sogra. Dois queridos… “Seu Baca” cozinha bem, sorri sempre e pita com a gente. Dona Marisa é toda fofinha, conta historias e deixa tudo bonito com luzinhas amarelas.
O natal foi bem legal… ninguém rezou, mas as  conversas foram ótimas, a comida delícia, cervejas, espumante… teve praia, risadas e presentes.
Ganhei coisas muito simbólicas que só nós dois entendemos o porque..  chocolates, cartinha, panda, pedido de casamento… rs. E principalmente: muito carinho, sorrisos e beijinhos.
Climinha de férias e de saudade que a gente mata de um lado e já cresce do outro.. beijinhos aos meus amigos-amores.


… amo mais!

Encontrar os amigos e companheiros do Brasil inteiro então..  nem se fala.  Rumo ao 13 º CONEB.