“…Eu ficava saltitando de lá pra cá

Ele sorria largo do tamanho do mundo”

Uma das nossas marcas é a despedida. Na minha memória vejo seus olhos, sua boca e ouço sua voz.. mas tudo ao redor parece parado, mudo. É sempre assim, me hipnotiza.

Havia pessoas gritando e tumulto, eu estava sentada e despretensiosamente te esperava. Você sentou ao meu lado e com o rosto bem próximo ao meu… me fez prometer que jamais perderia o brilho no olhar, a esperança e a vontade de mudar.

E agora quando penso no que você me diz e nas despedidas fico triste, pois não ando cumprindo minhas promessas. Já não sei se brilha o olhar, nem se eu conseguirei prosseguir… Mas obrigado por me animar e por favor continue segurando minha mão.

Anúncios