Ganhei coisas bonitas de natal. Roupas, sapatos, pôster revolucionário, livro… Mas principalmente ganhei o começo do resgate.

Uma  segunda feira dessas fui passar o dia na Barra do Jucu(meu lugar sagrado). E entre o sol,  mar, política, filosofia, a cerveja gelada e o café quente… cheguei a conclusões inevitáveis sobre mim mesma. Nesse ano que fiz tantas coisas, aprendi, cresci, experimentei.. me perdi também. Falta-me o brilho no olhar, a simpatia e o tesão necessários.

Mas nesse natal ganhei coisas pra me ajudar a resgatar o brilho (resgatar o SER e não o estar).  Tomara que funcione. Quero Piri pim pim.

“Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos. (…) Os homens esqueceram essa verdade – disse a raposa. – Mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável pelo que cativas.”

Anúncios