Na semana que passou as chuvas castigaram o estado do Espírito Santo. Olhamos horrorizados os estragos que a natureza pode causar. Mas muitos sofreram na pele esses estragos. Estes, mais penalizados, são em sua grande maioria moradores da periferia que nada puderam fazer além de ver tudo o que lutaram para ter ser tragado pela força das águas.

Tragédias como essas devem servir de alerta para que o Estado reveja algumas de suas políticas. O planejamento urbano precisa ser estendido aos bairros populares e não ficar restrito aos bairros de classe média ou alta. O povo não pode mais ser submetido a ocupar os morros e encostas.  Se o crescimento da população não for acompanhado de políticas claras para a inserção dela no ambiente urbano, a tendência da situação é piorar cada vez mais.

Outro ponto importantíssimo de se ressaltar é o motivo do aumento da freqüência de catástrofes naturais. Não é mera coincidência que nos últimos anos nos deparemos cada vez mais com revoltas naturais e caminhamos para uma situação ainda mais alarmante. A alteração climática causada pela ação destrutiva e predatória do homem no planeta já é fato consumado e, se quisermos manter o aumento da temperatura média do planeta abaixo dos 2º C até o fim do século XXI, não poderemos queimar mais do que um quarto das reservas descobertas de petróleo no mundo. Ou seja, não dá para sermos moderados agora, ou diminuímos a emissão de carbono na atmosfera ou correremos o risco de causar ainda mais catástrofes pelo planeta.

Nesse momento anterior à Conferência das Nações Unidas em Copenhague, que irá discutir mudança climática e as metas dos países membros para a diminuição da emissão de carbono precisamos ser enfáticos ao cobrar do nosso governo uma posição radicalizada do ponto de vista ambiental e humanitário. Não podemos deixar que mais pessoas percam suas casas à custa da poluição.

Mas o que faremos? Além de nos conscientizarmos, precisamos agir. Existem centenas de capixabas precisando da nossa ajuda. O DCE UFES chama você para contribuir nessa campanha humanitária doando roupas e alimentos para os desabrigados.

*credito do texto: Ricardo Nespoli do Coração ^^

Anúncios